Lançou um blog e está a pensar como o pode rentabilizar? O marketing de afiliação baseia-se em plataformas que promovem a divulgação dos produtos ou serviços de anunciantes recorrendo a banners ou links de texto em publicações online ou blogs. Para tal, os administradores dos site registam-se nos programas de afiliados e publicam esse conteúdo, de acordo com as várias possibilidades: nos seus blogs em banners, newsletters, RSS, links contextuais e lojas online, para referir alguns. Atualmente existem muitos programas interessantes no mercado português em várias áreas temáticas.

Cada programa de afiliados tem as suas regras e os sites afiliados recebem o pagamento de comissões pelas vendas ou prémios por número de cliques, impressões que originem. Tipicamente, existem plataformas que gerem tanto os anunciantes como os canais ou publicações em que vão aparecer.

O Marketing de Afiliação é indicado para mim?

Para que uma experiência de afiliado seja satisfatória, é extremamente importante adequar os anunciantes ao público-alvo dos sites, para não haver desequilíbrios por excesso de publicidade nem perda de credibilidade.

Para uma empresa, é preciso pensar muito bem se quer ter banners de outras empresas, eventualmente concorrentes no seu website… Se calhar não quer.

Para um blogger, pode fazer sentido pensar e escolher bem os anunciantes ou produtos que se coadunem com a sua postura e linha editorial. Uma das maiores preocupações de um autor é monetizar o seu trabalho, para custear a manutenção de um blog.

Marketing de Afiliação associado a Estratégia de Conteúdo

Um blog é, na maior parte das vezes, um projeto que começa com uma vontade de partilhar uma visão do mundo e vai-se transformando ao longo do tempo e criandouma comunidade.

Um site tem de cultivar a sua audiência, com conteúdos de boa qualidade e publicidade bem doseada, para que o visitante sinta que vale a pena voltar ao site.

Quando surgiram, muitas destas empresas passavam uma mensagem de dinheiro fácil em torno destes programas.

O Marketing de Afiliação surgiu associado a milhares de websites de má qualidade, de conteúdo gerado automaticamente ou práticas pouco éticas, como o spam ou publicidade enganosa.

O mercado acabou por separar o trigo do joio.

Como sempre, perduraram os projetos que souberam desenvolver bem o seu negócio apoiado no Marketing de Afiliados, com base numa boa estratégia de conteúdos de criação própria ou gerados pelo utilizador. O mérito é inteiramente deles, que descobriram que esse era o caminho.

Há cada vez mais oferta e cada vez mais empresas reconhecidas têm vindo a aderir a este tipo de programas, na qualidade de anunciantes, o que lhes confere uma maior profissionalização e credibilidade.

Exemplos de programas de afiliados

O programa de afiliação ou programa de parceiros mais conhecido é o desenvolvido pela Google Adsense. Caso tenha uma publicação, candidate-se para fazer parte da rede de parceiros. Leia bem as condições e não se esqueça que tem de ter publicada no seu site uma página de Política de Privacidade.

Outro programa que vale a pena ver é o da Amazon. Eu, como uso a Amazon.co.uk, inscrevi-me nessa afiliação. Podemos colocar no website uma série de opções, como links, com os respetivos códigos para colocar no website: Recebe-se uma comissão pelas vendas efetuadas.

Em Portugal, registei-me no programa de afiliados da Wook, que disponibiliza uma série de opções aos editores de blogs. Desde banners a links para livros, a imaginação é o limite.

Por exemplo, como os conteúdos do meu blog estão bastante relacionados com tecnologias, podia escolher colocar na sidebar ou no post um banner para um livro.

 

A Culpa é do Computador - www.wook.pt

O que interessa é fazer boas escolhas. O lado prático é relativamente simples. Cada programa tem as suas regras para o pagamento das comissões, que pode demorar algum tempo até atingir o limite a partir do qual efetuam os pagamentos.

Veja também:

Google AdSense
Hifficiency
Netaffiliation
Netlucro
Tradedoubler
Zanox > Awin

(Este artigo foi publicado originalmente em Fevereiro de 2010 e atualizado a 08/05/2019)